“Para a Educação melhorar, todos devem participar” é tema da Sessão Solene de abertura da 7ª Semana da Educação de Pindamonhangaba

por Luiz Carlos Pinto publicado 23/09/2016 11h25, última modificação 23/09/2016 11h25
Lei foi instituída com a finalidade da participação mais efetiva da família na vida escolar das crianças, jovens e adolescentes e da realização de atividades que contribuam para a melhoria da Educação, como campanhas de conscientização, trabalhos intersetoriais entre outros
“Para a Educação melhorar, todos devem participar” é tema da Sessão Solene de abertura da 7ª Semana da Educação de Pindamonhangaba

Escolas, ONGs e aos segmentos religiosos que realizam projetos sociais para crianças e jovens, foram homenageados em Sessão Solene

Sob a presidência do vereador Professor Osvaldo Macedo Negrão (PR), a Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba realizou no dia 20 de setembro, a Sessão Solene de abertura da 7ª Semana de Mobilização Social pela Educação de Pindamonhangaba, com o tema: “Para a Educação melhorar, todos devem participar”.

A Semana de Mobilização Social pela Educação tem por objetivo fomentar a efetiva participação das famílias e dos responsáveis na vida escolar das crianças, jovens e adolescentes, no sentido de construir, motivar e divulgar projetos e ações de mobilização e realização de atividades que contribuam com a melhoria da educação no município de Pindamonhangaba.


O evento busca sensibilizar a sociedade, em especial, as famílias sobre a importância da educação no desenvolvimento individual e social, despertando em vários segmentos da sociedade, o interesse e o compromisso social na afirmação do direito de todos à educação de qualidade e o papel de cada um como protagonista dessa ação.

Dentre as atividades da Semana de Mobilização Social pela Educação em Pindamonhangaba está a divulgação de dados sobre a educação no âmbito municipal e o envolvimento da sociedade no processo de proposição de ações educativas para o trabalho de aproximação entre a escola e comunidade com foco nos traços da cultura popular e incentivar o protagonismo juvenil entre os estudantes por meio de ações diversas.


Em seu discurso, o Orador Oficial da Sessão, Professor Luís Otávio Palhari, Presidente da FUNVIC – Fundação Vida Cristã, mantenedora da Faculdade de Pindamonhangaba e representante da UNESCO e do Parlamento Mundial da Educação, destacou que “através da educação podemos ter dois dos principais pilares que podem sustentar uma sociedade que é o conhecimento e a graça”. O conhecimento é o que podemos falar através da palavra de Deus, da Constituição Federal, conhecimento técnico científico da formação de cada um, o conhecimento de experiências vividas; e graça, amor. Na interpretação da palavra graça é o amor que não merecemos, não fazemos, mas devemos compartilhar um para com os outros. Ele disse ainda que “pela educação podemos mudar, transformar sonhos em realidade, fazer acontecer em nossa sociedade”. Palhari enfatiza que “se orgulha de estar numa cidade chamada Pindamonhangaba onde materiais inadequados para a linguagem educacional das nossas crianças foram barradas”. Mas que precisamos continuar barrando porque esses materiais que não servem para nossos filhos e nem para ninguém. Por isso existe a Semana de Mobilização pela Educação de Pindamonhangaba, onde grupos representando a sociedade local e nacional se unem para dizer: isso funciona, isso não funciona; isso é bom e isso não é bom. “Nós precisamos nos envolver mais e juntar mais a sociedade e unir, principalmente igreja, família e escola. Eu louvo a Deus porque aqui está acontecendo isso. Fazemos uma educação de qualidade, de princípios e de valores”, conclui Palhari.


A Secretária de Educação, Maria Aparecida Pedroso Rocha Pena, no ato representando o prefeito Vito Ardito, parabenizou as gestoras das escolas homenageadas, os representantes religiosos e as ONGs que voluntariamente vem somar às instituições estabelecidas chamadas escolas, no trabalho de transformação, cada um fazendo a sua parte e contribuindo para uma educação cada vez melhor. Ela chama a atenção para o lema: “Para a Educação melhorar, todos devem participar”. De acordo com a Secretária, “devemos mobilizar as pessoas para fazer o lema acontecer. Podemos fazer algo melhor, cada um fazendo a sua parte. Trazer a sua contribuição faz a diferença, pode transformar”. A Secretária citou uma frase do filósofo Jean Jacques Rousseau, um dos principais influenciadores da formação do pensamento politico e educacional moderno que diz: “As palavras convencem, mas só o exemplo arrasta”. Finalizando deixou a seguinte mensagem: “Sejamos todos bons exemplos para uma educação de verdade às crianças, aos nossos jovens, com a consciência de que os nossos exemplos arrastam para fazer uma história positiva”.


A Presidente do Comitê de Mobilização Social pela Educação de Pindamonhangaba, Simone Braça, agradeceu aos companheiros de militância na luta por uma educação de qualidade. Enalteceu os pais e as famílias pelo envolvimento na educação de seus filhos, destacando a importância do acompanhamento escolar dos filhos. Ela destacou a homenagem às ONGs que desenvolvem ações de apoio à educação, enfatizando que “família, igreja e escola tem que andar juntos para uma educação de qualidade, cada vez melhor”.


A Coordenadora do curso de Pedagogia da FUNVIC, Marina Buselli, evidenciou todos os pais que abraçam a educação escolar de seus filhos são os verdadeiros parceiros da escola. Ela realçou a honra de representar o curso de pedagogia da FUNVIC - Faculdade de Pindamonhangaba, parceira do Comitê, sendo uma instituição preocupada com a formação de seres humanos solidários, íntegros, pautando nos mais altos valores morais, éticos e cristãos. Ressalta ainda que “Para a educação melhorar, realmente todos devem participar. Precisamos deste tripé: escola – família – comunidade, para tornar a escola verdadeiramente de todos e para todos”, conclui.


O Presidente da Sessão, membro da Comissão de Educação da Câmara, vereador Professor Osvaldo demonstrou que tudo começa por aqui, pela política. “A política passa pela educação. É essencial a participação de todos, afinal, todas as leis passam pelo Legislativo. Não existiriam médicos, engenheiros, políticos, se não fossem os professores, daí a importância do educador, que ensina a ler, escrever e interpretar, tudo depende da política e da participação de todos”. O edil faz questão de ressaltar o trabalho dos primeiros educadores: “Ensinar a ler e escrever é uma arte, uma magia. E eu agradeço aos professores dos ensinos fundamentais, pois nos entregam um aluno já alfabetizado. E nós, do ensino médio, já os pegamos prontos, só concluindo a sua formação. A educação é o ponto chave para que possamos formar o indivíduo pensante, critico e que sabe o que faz”.

 

O evento deste ano prestou homenagens às escolas, ONGs e aos segmentos religiosos que realizam projetos sociais para crianças e jovens.

Foram agraciadas as seguintes entidades: Escola estadual Dirce Aparecida Pereira Marcondes, através da gestora Ivana Maria Alvarenga Monteiro; Escola Estadual Professora Yonne Guaycuru de Oliveira, representada pela gestora Fernanda Cristina; Escola Municipal Professora Regina Célia Madureira de Souza Lima, recebida pela gestora Daniela da Silva Paula; Escola Municipal Professor Orlando Pires, com a gestora Valéria Alves dos Santos e a Escola Municipal Professora Rachel de Aguiar Loberto, homenageada através da gestora Soraia Silva de Paula Gonçalves.


Homenageadas pela FUNVIC/UNESCO, as entidades: Creche Municipal de Educação Infantil Josefina Cembranelli Schmidt, recebida pela gestora Flávia Regina Campos Assis; Escola Municipal Padre Zezinho, através da gestora Eli Sandra da Silva Lopes; Escola Municipal Ruth Azevedo Romeiro, com a gestora Edma Cardoso Barcelar Silva; Escola Municipal André Franco Montoro, representada pela gestora Maura Benedita dos Santos Ribeiro e Escola Municipal Maria Zara Miné Renoldi dos Santos, através da gestora Luciana Andréia Saquetti.


Também receberam homenagens os segmentos religiosos e as seguintes ONGs: Igreja Comunidade Evangélica Restaurando Vidas, pelo Pastor Milton Roberto de Oliveira Júnior; Igreja Assembleia de Deus – Ministério Taubaté, através do Pastor Gilson Espósito; Igreja Presbiteriana de Pindamonhangaba, recebida pelo Reverendo Cristiano Ferreira; Igreja Evangélica Bola de Neve, representada pelo Pastor Rodrigo Camilo de Souza, Assembleia de Deus – Casa de Davi, com o Pastor Luís Ricardo Gomes; Igreja Evangélica Pentecostal das Bem Aventuranças representada pela senhora Alaíde dos Santos Dias; Casa Transitória Fabiano de Cristo, pelo seu presidente Carlos Mesquita e pelo Projeto Crescer, através da Coordenadora Bethi.