Audiência na Câmara ouve reclamações e esclarecimentos da Saúde

por estagiocomunicacao — publicado 26/06/2013 12h10, última modificação 17/06/2016 11h16
Reivindicações graves e ausência da Santa Casa marcaram encontro no Plenário da Câmara de Pindamonhangaba
Audiência na Câmara ouve reclamações e esclarecimentos da Saúde

O Secretário de Saúde, Dr. Isael Domingues, esteve presente esclarecendo assuntos da Audiência

A Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba sediou, na manhã do dia 25 de junho, terça-feira, a mais uma Audiência Pública de interesse geral do município. Desta vez, a Secretaria de Saúde e Assistência Social, por meio do seu secretário, Dr. Isael Domingues, prestou esclarecimentos às reclamações da população e aos parlamentares municipais presentes.

O vereador Dr. Marcos Aurélio Villardi (PR), presidente da Comissão Permanente de Saúde e Assistência Social da Câmara, deu início aos trabalhos, e saudou aos vereadores presentes: Carlos Eduardo de Moura – Magrão (PPS), Professor Eric (PR), Felipe César – FC (PMDB), José Carlos Gomes – Cal (PTB), Martim Cesar (DEM), Professor Osvaldo (PMDB), Ricardo Piorino (PDT) e Roderley Miotto (PSDB).

A audiência tinha como meta cumprir primeiro as questões levantadas pelos vereadores e, posteriormente, abrir o espaço para a fala da população. Porém, os cidadãos que estiveram presentes não se continham em querer falar e querer reivindicar e a ordem foi alterada. As contínuas reclamações de situações ocorridas no Pronto-Socorro Municipal e na Santa Casa de Misericórdia foram os destaques do evento. Inclusive nenhum representante da Santa Casa compareceu à Audiência.

As reclamações eram muito graves, e os vereadores tomaram conhecimento dos fatos, assim como também o secretário, Dr. Isael. Casos como o de uma munícipe que depende urgentemente de uma cirurgia nos rins e que saiu do hospital um dia antes, inconformada com o descaso e, principalmente, para evitar de adquirir uma infecção hospitalar. “Dinheiro para shopping o município tem”, enfatizou ela. Outras reclamações, como a da Presidente do Conselho Municipal da Mulher, Ana Maria Bráz, quanto a necessidade das mamografias e diagnósticos rápidos, ou mesmo, a de um paciente que estava com o pé em situação grave e os enfermeiros da Santa Casa tinham conhecimento, foram relatadas durante o encontro na Câmara.

Perplexos com o teor das situações, os vereadores, na pessoa do presidente da Casa de Leis, vereador Ricardo Piorino, solicitaram ao Secretario a abertura imediata de uma sindicância em sua pasta. “Não há dúvidas após este 'termômetro vivo' apresentado aqui. Repudio a falta de respeito dos diretores da Santa Casa em não estarem presentes”, destacou o presidente.

Nos casos em que tinha conhecimento, o Secretário de Saúde explicava as situações, mas em outras, em que também ficou surpreso, prometeu averiguar e destacou que sua função era mesmo reorganizar a pasta e este trabalho vêm sido desenvolvido. “A população deve fazer uso do SAC municipal e reivindicar mesmo. Não temo nada e minha função é esclarecer”, argumentou Dr. Isael.

A presidência da Comissão de Saúde e Assistência Social e seus integrantes, vereadores José Carlos Gomes – Cal e Roderley Miotto encerraram a sessão declarando estar atentos aos casos e trabalharão em prol da saúde de qualidade no município.

Diretoria de Comunicação
26 de junho de 2013 - 12h10