Audiência Pública para discutir Educação dura 30 minutos e frustra docentes e pais de Pindamonhangaba

por Robson Luis Monteiro publicado 08/10/2018 17h37, última modificação 08/10/2018 17h37
Apesar de convocado, Secretário de Educação de Pindamonhangaba não compareceu à reunião e nem enviou representante; Comissão de Educação da Casa encaminhou caso ao Ministério Público
Audiência Pública para discutir Educação dura 30 minutos e frustra docentes e pais de Pindamonhangaba

Audiência Pública durou apenas 30 minutos e deixou frustrados pais, educadores e vereadores que queriam debater a educação da cidade

Agendada para a quinta-feira, dia 04 de outubro, às 18 horas, no plenário “Dr. Francisco Romano de Oliveira”, a Audiência Pública que abordaria a Educação na cidade e, em especial, a “Resolução SE n° 02/2016 e sobre possíveis Projetos de Leis desta Casa relativos à Educação no município” durou apenas 30 minutos e foi encerrada pelo presidente da Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara de Pindamonhangaba, vereador Ronaldo Pinto de Andrade – Ronaldo Pipas (PR) após constatar a ausência do Secretário de Educação de Cultura de Pindamonhangaba, professor Júlio César Augusto do Valle. O dirigente municipal havia sido convocado por meio de requerimento aprovado pela Câmara e não compareceu ao evento. Nas duas convocações oficiais aprovadas pelo plenário, o Secretário Julio do Valle apresentou justificativas que não foram aceitas pela Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara de Pindamonhangaba. “Foi um desrespeito com os vereadores, professores, pais de alunos e membros da comunidade”, afirmou o vereador Ronaldo Pipas. Além de Ronaldo Pipas, também compareceram à reunião o Presidente da Câmara, Carlos Moura – Magrão (PR) e o vereador Osvaldo Macedo Negrão – Professor Osvaldo (PR). O vereador Renato Nogueira Guimarães – Renato Cebola (PV) justificou a ausência por “motivos familiares”.

A Câmara de Pindamonhangaba convocou essa Audiência Pública, após receber “inúmeros pedidos dos educadores de nosso município”. Os educadores de Pindamonhangaba enfatizam que “a Resolução SE n° 02/2016, estabelece diretrizes e critérios para a formação de classes de alunos, nas unidades escolares da rede estadual de ensino, o que está gerando dúvidas e discussões no âmbito educacional”.

Antes de encerrar a Audiência, o presidente da Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara de Pindamonhangaba, vereador Ronaldo Pipas, abriu espaço para que professores, pais e dirigentes sindicais se manifestassem. Todos foram unânimes em criticar “a ausência do Secretário de Educação”. Um dos dirigentes sindicais presentes usou a palavra para cobrar uma atitude mais enfática dos vereadores.

Antes de finalizar a reunião, o vereador Professor Osvaldo lamentou a ausência do Secretário Julio do Valle e salientou que todo o processo dessa Audiência Pública já foi encaminhado ao Ministério Público de Pindamonhangaba.