Câmara de Pindamonhangaba comemora Semana Nacional da Família com Sessão Solene

por Luiz Carlos Pinto publicado 27/08/2019 17h32, última modificação 27/08/2019 17h32
Evento foi instituído em 2006 para homenagear um casal de cada paróquia do município de Pindamonhangaba, a fim de exaltar os valores da família
Câmara de Pindamonhangaba comemora Semana Nacional da Família com Sessão Solene

Câmara de Pindamonhangaba homenageia casais com Sessão Solene Semana Nacional da Família

A Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba realizou no dia 21 de agosto, no plenário Francisco Romano de Oliveira, uma Sessão Solene para comemorar a “Semana Nacional da Família”, criada pela CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, instituída em nossa cidade através do Decreto Legislativo nº 10/2006, com a finalidade de defender e promover os valores familiares.


A Sessão Legislativa pindamonhangabense foi solicitada através do requerimento nº 2.315, de autoria do vereador Roderley Miotto Rodrigues (PSDB), que presidiu a solenidade. Estiveram presentes os vereadores Rafael Goffi Moreira (PSDB) e Ronaldo Pinto de Andrade – Ronaldo Pipas (PR), e compuseram a mesa dos trabalhos os seguintes sacerdotes: Padre Joaquim Vicente dos Santos – Vigário Forâneo de Pindamonhangaba – Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, Padre Cipriano Alexandre de Oliveira – Paróquia São Miguel Arcanjo, Padre Marcos Crescêncio – Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Maura Prado Vieira – Presidente do Conselho Municipal de Educação de Pindamonhangaba, José Alexandre Faria – Assessor Parlamentar da Deputada Estadual Damaris Moura, Diácono João Bosco Ramos – Coordenador da Pastoral Familiar da Diocese de Pindamonhangaba e sua esposa Geni Dias Ramos – Paróquia São Vicente de Paula, Diácono Mizael da Silva Cesarino – Paróquia Nossa Senhora do Bonsucesso e o Orador Oficial Monsenhor José Eugênio de Faria Santos – Paróquia Nossa Senhora da Assunção.


A Sessão foi abrilhantada pela Banda Ichthus, através dos integrantes: Angelita, Tininho, Angélica, Walmir e Henrique, com melodias em que destacam a família e a comunidade cristã.


Em sua oratória, o Monsenhor José Eugênio exaltou os valores da família, bem como o tema central “A Família, como vai?”, para a reflexão de toda a comunidade. O orador destaca que, “sabemos que a família é a base da construção social, sem uma origem baseada no amor da família, o homem e a mulher se desumanizam. A questão da família se torna urgente nos dias atuais. A cultura da pós modernidade como entendem muitos, quer destruir a família, o seu valor e importância na história de cada um e o seu papel fundamental na estrutura social”. Continuando, Monsenhor Eugênio disse que, “o Santo Papa João Paulo II produziu uma obra magistral chamada Teologia do Corpo, onde coloca o valor sagrado da pessoa humana e por consequência, o valor sagrado da conjugalidade, a santidade do casamento, que significa o sacramento do matrimônio, o papel dos pais na formação das futuras gerações. A propósito, o Papa Francisco, no Encontro Mundial das Famílias, em Dublin, pede que as famílias sejam um exemplo de amor para os seus filhos”.


Tema Central

Este ano, o tema central traz a pergunta: “A família, como vai?”, rememorando a Campanha da Fraternidade (CF) de 1994, de mesmo título, refletindo a necessidade de aprofundamento quanto à missão da família na Igreja e na sociedade, com encontros celebrativos com os temas: Família, vocação e juventude; Família e Políticas Públicas; Família, defensora da vida; Matrimônio e família no plano de Deus; e, por fim, o tema central: A família, como vai?

A proposta da Semana Nacional das Famílias é indicar a necessidade de a família vivenciar uma profunda experiência de Jesus e da sua Palavra para conseguir vencer os desafios e dificuldades que encontra em seu caminho, e assim compreender seu papel evangelizador na Igreja e na sociedade.

História

Criada pela CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a Semana Nacional da Família nasceu da percepção da então coordenação do Setor Família e Vida da CNBB, hoje Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, sobre a necessidade de defender e promover os valores familiares. Com isso, foi escolhida a semana seguinte ao Dia dos Pais para comemorá-la. O objetivo é mobilizar a Igreja Católica de todo o Brasil no sentido de expandir os verdadeiros valores da família, como o amor, a amizade, a partilha e a solidariedade.

Orador Oficial Monsenhor José Eugênio de Faria Santos

Nascido em São Paulo, mas Valeparaibano de Coração, Monsenhor José Eugênio foi ordenado sacerdote em 28 de dezembro de 1985, em Taubaté - SP. Realizou atividades pastorais como Diretor Espiritual da Comunidade Eclesial São Vicente de Paulo, no Parque Três Marias, em Taubaté – SP, Auxiliar do Seminário Diocesano Santo Antônio, como responsável do Seminário Menor, Professor de Filosofia (cosmologia, filosofia da ciência e antropologia filosófica), Secretário do Curso Filosófico e do IDESA e Pároco da Paróquia de São Luiz de Tolosa, em São Luiz do Paraitinga – SP. Em outubro de 1974, na Festa de São Francisco das Chagas, Dom Antônio Affonso de Miranda, SDN, então bispo diocesano, confere o título de Cônego Catedrático, Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Ajuda, Igreja Matriz de São João Batista, em Caçapava, Vigário Geral da Diocese de Taubaté, Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário e reitor da Igreja Matriz, Santuário Diocesano de Santa Teresinha, em Taubaté – SP, em maio de 2007, como capelão do Papa Bento XVI, recebe o título de Monsenhor. Tratou-se de uma bondade de Dom Carmo, em razão do ofício de vigário-geral, ter pedido à Santa Sé, o título de “Monsenhor”, entregue solenemente na Festa de São Pedro e São Paulo, na Catedral São Francisco das Chagas em junho de 2007. Desde julho de 2017 é Pároco da Paróquia de Nossa Senhora d’Assunção, Igreja Matriz de São Benedito, em Pindamonhangaba. Em maio de 2000, recebeu o título de Cidadão Luizense na Câmara Municipal de São Luiz do Paraitinga – SP, em agosto de 2005, foi outorgado o título de Cidadão Caçapavense na Câmara Municipal de Caçapava – SP e em novembro de 2005, recebeu o título de Cidadão Nativense na Câmara Municipal de Natividade da Serra - SP, considerando o grande laço familiar e afetivo que o liga àquela cidade.


Casais Homenageados

Rodrigo Luís de Carvalho Neves e Fernanda Paula e Silva Neves – Paróquia Nossa Senhora da Assunção, José da Silva Júnior e Adélia Cardoso da Silva – Paróquia Nossa Senhora do Bonsucesso, Márcio Gonçalves e Laíde Benedita da Silva Gonçalves – Paróquia São Vicente de Paulo, Claudemir Ribeiro Correard e Maia Aparecida Faria Correard – Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, Norival Lemes da Silva e Maria Cristina Duran Lemes – Paróquia São Benedito, José Marcelino da Silva e Edna Trindade de Almeida Silva – Paróquia São Cristóvão, Renato Salgado Ribeiro Canetti e Marcelli do Prado Coelho Canetti – Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, Hélio Antônio de Almeida e Maria Inês Ramos – Paróquia São Miguel Arcanjo, Sebastião Custódio da Silva e Maria Aparecida Soares Bastos Silva – Paróquia Nossa Senhora das Graças, Carlos Magno Miranda da Silva e Judite da Glória Miranda da Silva – Paróquia Sant’Anna, Benedito Esteves (Bene) e Helena Mariano Esteves – Equipe de Nossa Senhora e o casal Luciano Nascimento Miranda e Andréa Grigonis Miranda – Instituto Salesiano.