Superação e Engajamento na luta contra o Câncer de Mama marcam os relatos na Sessão Solene “Em Outubro, Pense Rosa”

por Robson Luis Monteiro publicado 24/10/2018 14h54, última modificação 24/10/2018 14h54
Evento reuniu autoridades e mulheres que vivenciaram a experiência do combate e da cura do câncer de mama; ato solene aconteceu no plenário da Câmara de Pindamonhangaba
Superação e Engajamento na luta contra o Câncer de Mama marcam os relatos na Sessão Solene “Em Outubro, Pense Rosa”

Sessão Solene "Em Outubro Pense Rosa": homenageadas deram uma lição de vida para as mulheres de Pindamonhangaba

Com relatos fortes e emocionantes feitos por mulheres que vivenciaram e superaram o terrível momento da descoberta e as dificuldades do tratamento do Câncer de Mama, a Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba realizou nesta segunda-feira, dia 22 e outubro, a Sessão Solene em comemoração ao “Mês da Prevenção ao Câncer de Mama – Em Outubro Pense Rosa”. A solenidade oficial foi promovida por intermédio da Lei Municipal nº 4.973/2009 – da ex-vereadora Geni Dias Ramos – e do Requerimento nº 2.068/2018, de autoria da vereadora Gislene Cardoso – Gi (DEM).

A sessão foi presidida pela vereadora Gislene Cardoso e teve a participação do Presidente da Câmara, vereador Carlos Moura – Magrão (PR), da primeira dama de Pindamonhangaba e Presidente do Fundo Social de Solidariedade da cidade, Cláudia Maria Vieira Domingues (que representou o prefeito, Dr. Isael Domingues), da 3º Sargento Patrícia Martins Zicardi (que representou o Comandante do Batalhão Borba Gato, Coronel Luís Cláudio Brion Cardoso), da Presidente do Conselho dos Direitos da Mulher de Pindamonhangaba, Viviane Camargo Ferreira, da Diretora do Departamento de Assistência à Saúde de Pindamonhangaba, Mariana Prado Freire e da autora da Lei Municipal nº 4.973/2009, a ex-vereadora Geni Dias Ramos – Dona Geni. Durante a sessão, foram homenageadas as senhoras Terezinha dos Santos Carvalho, Gabriela Fonseca Fernandes Martuscelli e Malvina de Jesus Camargo. A quarta pessoa a ser homenageada, Edna Maria Melo de Paiva Lemes, justificou sua ausência por “motivos alheios a sua vontade”.


Na abertura da sessão, a presidente da Mesa de Honra, vereadora Gislene Cardoso enfatizou a importância da realização da sessão como forma de “alertar as mulheres da necessidade do exame preventivo para detectar possíveis alterações nas mamas”. Em seguida, ela concedeu a palavra à oradora oficial da sessão, a Diretora do Departamento de Assistência à Saúde de Pindamonhangaba, psicóloga Mariana Freire. Ela relatou que “todos os meses realizamos ações de saúde com prevenção ao câncer, em especial, ao de mama. Mas em outubro, essas ações são intensificadas”. Mariana observou que “as ações e atividades que estão sendo realizadas na região central da cidade atenderam mais de 700 pessoas na Praça Monsenhor Marcondes”. Segundo a Diretora, “nas escolas também estão sendo feitas atividades como roda de conversa sobre o câncer de mama e coleta de exames preventivos”.

Mariana Freire enfatizou que “em Pindamonhangaba são realizados 1500 exames de ‘papanicolau’ todos os meses”. Ela alertou sobre a importância dos exames preventivos, pois quanto mais rápido for o diagnóstico, melhor será para o tratamento da doença e para a paciente. Ao final de seu pronunciamento, Mariana Freira recebeu um Diploma de Reconhecimento da Câmara de Pindamonhangaba, pelo trabalho desenvolvido na Secretaria de Saúde de Pindamonhangaba.


Em seguida, a palavra foi concedida à Presidente do Conselho dos Direitos da Mulher de Pindamonhangaba, Viviane Camargo Ferreira. A dirigente municipal frisou que “neste momento estamos aqui reunidos para lembrarmos as vitórias das mulheres sobre o câncer de mama e do colo de útero”. Viviane esclareceu que “esses dois tipos de câncer são os que matam as mulheres”.

Segundo ela, o câncer diagnosticado precocemente pode salvar vidas. “Pindamonhangaba é uma cidade privilegiada, pois tem esse tratamento para as mulheres. Agradeço às autoridades de Pindamonhangaba pelo apoio ao Conselho no sentido de oferecer o tratamento e a prevenção desta doença em nossa cidade”, finalizou Viviane Ferreira.


Após os pronunciamentos, as mulheres homenageadas, Terezinha dos Santos Carvalho, Gabriela Fonseca Fernandes Martuscelli e Malvina de Jesus Camargo relataram suas experiências e vivências na descoberta, tratamento e cura do “Câncer de Mama”. Todas foram agraciadas com um “Diploma de Honra ao Mérito” oferecido pela Câmara de Pindamonhangaba. A senhora Edna Maria Melo de Paiva Lemes, que não pode comparecer por “motivos alheios a sua vontade” também recebeu a honraria e foi representada pela Presidente do Conselho dos Direitos da Mulher de Pindamonhangaba, Viviane Camargo Ferreira.

Após as homenagens, a presidente da Mesa Diretora convidou a ex-vereadora Geni Dias Ramos – Dona Geni, que é a autora da Lei do Dia da Sessão Solene do Outubro Rosa para um breve pronunciamento. Dona Geni disse que sentiu-se lisonjeada por retornar à Câmara - onde viveu grandes momentos em sua vida - e agradeceu o convite tão honroso formulado pela Casa para participar deste importante evento. “Essa Lei foi feita em 2009 e, portanto, vai completar 10 anos em 2019. Ela tem sido muito importante para alertar as mulheres sobre esse mal que afeta milhares de mulheres em todo o mundo”, afirmou.


Dona Geni enalteceu a história das mulheres homenageadas que venceram essa luta e hoje pode estar no convívio de seus familiares e ainda atuando em suas atividades profissionais. Ela cobrou que o Poder Público Municipal e Estadual continue a ter esse “olhar humano e solidário” a essas mulheres que sofrem desse mal.

Finalizando a sessão, a vereadora Gislene Cardoso agradeceu a presença e a participação de todos no evento e, emocionada, confessou que “nesta noite tivemos aqui uma lição de vida. Saímos mais fortalecidos, mais leves, tolerantes diante do revés que a vida nos prega, perseverantes pela continuação da vida, ora se encantando, ora se emocionando e agradecendo. Também saímos daqui muito mais atentos com a nossa saúde por uma constante vigília aos pequenos sinais de aviso de que algo não vai bem com nosso corpo”. Gislene Cardoso deixou “um abraço rosa choque a estas heroínas e a todas as mulheres que não esmorecem quando descobrem a fatalidade de uma doença tão agressiva como o câncer de mama”. A vereadora concluiu: “Que essas boas ações e missões positivas que recebemos, permaneçam por mais tempo conosco e que tenhamos a coragem de levarmos essa mensagem para todas as mulheres de nossa cidade”.