Vereadores acatam veto do prefeito à Emenda Modificativa ao Orçamento do Município e aprovam denominação de via pública no Colmeia

por Luiz Carlos Pinto publicado 19/02/2019 11h10, última modificação 19/02/2019 14h11
Projeto que cria cargos de Diretor de Escola foi adiado a pedido do vereador Ronaldo Pipas. Projeto Educacional Parceiros do Amanhã, coordenados por policiais militares de Pindamonhangaba recebe homenagem com Diploma de honra ao Mérito
Vereadores acatam veto do prefeito à Emenda Modificativa ao Orçamento do Município e aprovam denominação de via pública no Colmeia

Veto do prefeito é acatado pelos vereadores e via pública do Colmeia recebe o nome de Nelson Cembranelli Schmidt

A Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba realizou na segunda-feira, dia 18 de fevereiro a sua 4ª Sessão Ordinária de 2019. Realizada no Plenário Francisco Romano de Oliveira, a assembleia contou com três projetos em sua Ordem do Dia, além de uma homenagem com entrega de um Diploma de Honra ao Mérito ao Projeto Parceiros do Amanhã.

A primeira propositura apreciada pelos parlamentares, o Veto n° 01/2019, que “Comunica VETO a Emenda Modificativa n° 011/2018 ao Projeto de Lei n° 115/2018 que Estima a receita e fixa a despesa do Município para o exercício de 2019”, foi aprovado por unanimidade.


Esta proposta refere-se a uma Emenda Modificativa ao Projeto do Orçamento do Município para 2019. O prefeito justificou seu veto ressaltando que, embora reconhecendo o mérito da proposta, a medida não comporta tal pretensão, em razão da Emenda, transferir o crédito o para a Corporação Musical Euterpe, no valor de R$ 40.000,00, cuja indicação para a redução da despesa foi oriunda de uma despesa vinculada à operação de crédito com o Banco do Brasil e o Desenvolve São Paulo, que terá destinação específica, o que impede a alocação desse recurso. E que, mesmo reconhecendo o trabalho do parlamentar para inserir a pretendida emenda, demonstra-se que a mesma não observa os requisitos da Constituição Federal de 1988, levando desta forma, a necessidade do Veto.


A segunda proposta apresentada, o Projeto de Lei n° 04/2017, de autoria do vereador Felipe César - FC, que “Denomina de Nelson Cembranelli Schmidt uma via pública no Bairro Colmeia”, também foi aprovado por unanimidade pelo plenário.

O terceiro e último projeto da Ordem do Dia, o Projeto de Lei n° 133/2018, do Poder Executivo, que “Dispõe sobre a criação dos empregos de Diretor de Escola do Quadro da Prefeitura Municipal de Pindamonhangaba”, foi adiado atendendo solicitação do vereador Ronaldo Pinto de Andrade – Ronaldo Pipas (PR), aguardando parecer do MEC - Ministério de Educação e Cultura.

Quem foi Nelson Cembranelli Schmidt

Nascido em 01 de outubro de 1919, em Pindamonhangaba, filho de Guilherme Toledo Schmidt e Josefina Cembranelli Schmidt, era casado com Maria Laís Salgado Schmidt, com quem teve cinco filhos: Horácio, Henrique, Denise, Nelson e Beatriz. Concluiu o curso de Agronomia em 1942 na ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba. Exerceu as funções de Agrônomo Regional da Divisão de Fomento Agrícola do P.D.V. de 1943 a 1950, Diretor Geral do Departamento de Produção Vegetal de 1950 a 1951, Diretor de Fomento Agrícola do P.D.V. de 1951 a 1955, Diretor da Diretoria de Publicidade Agrícola de 1955 a 1957 e finalmente Chefe da Estação Experimental do Instituto Agronômico de Campinas em Pindamonhangaba, no período de 1957 a 1989, onde desenvolveu sua vocação de trabalho de campo e pesquisa, se aposentando compulsoriamente aos 70 anos de idade como Pesquisador Científico VI, após 46 anos de serviços prestados à agricultura. Na Estação Experimental do I.A.C. suas principais atividades foram: Arroz - Pesquisa e lançamento das seguintes variedades: IAC 120, IAC 435, IAC 4440 (variedade de grande produtividade e resistente à doenças, que alavancou a rizicultura no Estado de São Paulo), IAC 899, IAC 1278, IAC 238, IAC 242.

Mandioca — Pesquisa e lançamento das seguintes variedades: IAC 797 (Ouro do Vale), IAC 24-2 (Mantiqueira), IAC 576-70. Milho — Programa de genética e melhoramento. Obtenção de linhagens de milho com fator genético de resistência à lagarta da espiga e ao caruncho. Lançamento de cultivares Maya e Milho Opaco. Sementes — Produção de sementes genéticas e básicas. Participou das primeiras pesquisas visando o uso do etanol como combustível (Programa Proalcool). Outras atividades: Membro do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Paraíba Membro do Conselho de Agricultura do Estado de São Paulo Membro da Comissão Técnica de Arroz da Secretaria da Agricultura Membro da Comissão Nacional do Arroz do Ministério da Agricultura Membro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) Integrante da Lista Mundial de Especialistas de Arroz, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU). Mais de 50 trabalhos científicos publicados, dentre eles: Esquistossomose no Vale do Paraíba: diversos ensaios e pesquisas visando o combate químico e biológico do caramujo transmissor da endemia, vinculada à rizicultura.

Seringueira: Trabalho publicado na International Rubber Conference 1975 em Kuala Lumpur-Malásia: Comportamento e Ecologia do "Mal das Folhas da Seringueira" nas Condições Climáticas do Planalto Paulista. Ensaios e avaliação de clones de seringueira. Adubação e Herbicidas: pesquisa em arroz, feijão, café, mandioca, milho, leguminosas e frutíferas.

Reflorestamento: pesquisas e ensaios com pinnus ellioti e hondurensis, e diversos trabalhos sobre ecologia e meio ambiente.

Homenagem

Ao concluir os trabalhos da 4ª Sessão Ordinária, o vereador Renato Nogueira Guimarães – Renato Cebola (PV) prestou homenagem ao Projeto Parceiros do Amanhã, coordenado pelos policiais militares de Pindamonhangaba, que atende cerca de 950 crianças e jovens dos bairros do Araretama e Distrito de Moreira César. O Diploma de Honra ao Mérito foi recebido pela Capitã PM Lucimeire Jeronymo, comandante da Companhia da Polícia Militar de Pindamonhangaba, em nome dos demais coordenadores do Projeto.


O Projeto

O Projeto Parceiros do Amanhã surgiu em 2011, através da iniciativa do Cabo PM Eduardo, com o objetivo de atuar junto às escolas dos bairros do Araretama e do Distrito de Moreira César, em razão da demanda social e educacional dos estudantes destes bairros.

Sob a coordenação de policiais militares, com o apoio da ronda escolar e em parceria com as Escolas Estaduais, o Projeto vem trabalhando com jovens de 09 a 13 anos que possuem ou vivem em situações de vulnerabilidade social e com risco real.

O Projeto oferece cursos de informática e inglês, aulas de artes marciais, atividades esportivas e, atividades artísticas. Além disso, os alunos fazem visitas monitoradas a empresas e instituições parceiras, bem como a quartéis da própria Polícia Militar e também do Exército.


Os policiais militares coordenadores do Projeto reforçam junto aos alunos os princípios éticos e morais, noções de cidadania, bons exemplos e valores que devem fazer parte do caminho a ser trilhado para se tornar um cidadão de bem, visando sempre melhorar a qualidade de vida das crianças e adolescentes.

Em oito anos de atuação, o Projeto tem muitas histórias de sucesso contadas pelos voluntários e pelos alunos, dentre as quais, podemos citar a participação em competições esportivas conquistando títulos, viagens para o exterior para profissionalização no futebol, entre outras vitórias conquistadas.

Segundo o Cabo da PM Ferreira, em uma entrevista disse que, uma das melhores recompensas do projeto é ver o afastamento definitivo dos alunos do mundo das drogas e do crime e vê-los se dedicando de verdade a escola, ou seja, trilhando o caminho do bem, tornando-se um cidadão de bem dentro da sociedade.

O Projeto conquistou nesses anos diversas premiações, entre eles o Prêmio Governador Mário Covas por “Inovação na Gestão Pública”, Medalha do Mérito Comunitário da Diretoria de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos da Polícia Militar do Estado de São Paulo, entre outros.

Muito do sucesso alcançado pelo Projeto Parceiros do Amanhã é devido às inúmeras parcerias que dão todo o suporte para o desenvolvimento do trabalho realizado junto aos alunos. Atualmente o Projeto atende em média 40 estudantes por ano, conta com apoio de muitos voluntários.


Próxima Sessão Ordinária

A 5ª Sessão Ordinária de 2019, será realizada no dia 25 de fevereiro, segunda-feira, a partir das 18 horas, no Plenário “Francisco Romano de Oliveira”, localizado na rua Alcides Ramos Nogueira, 860 – Loteamento Mombaça. A sessão é aberta à população e poderá, ainda, ser acompanhada através da transmissão “ao vivo” pela TV no canal 04 da operadora de TV a cabo NET e pela internet no portal www.pindamonhangaba.sp.leg.br.