Vereadores se reúnem com Dirigentes da Prefeitura para tratar das reformas em escolas municipais

por Robson Luis Monteiro publicado 23/11/2017 14h10, última modificação 23/11/2017 14h10
Integrantes da Comissão Permanente de Educação, Cultura, Turismo e Esporte da Câmara, vereadores Ronaldo Pinto de Andrade – Ronaldo Pipas e Gislene Cardoso – Gi debateram questões da educação do município
Vereadores se reúnem com Dirigentes da Prefeitura para tratar das reformas em escolas municipais

Reunião entre vereadores e dirigentes da Prefeitura de Pindamonhangaba tratou da reforma de escolas municipais

Os vereadores Ronaldo Pinto de Andrade – Ronaldo Pipas (PR) e Gislene Cardoso – Gi (DEM) que integram a Comissão Permanente de Educação, Cultura Turismo e Esporte da Câmara de Pindamonhangaba estiveram reunidos nesta quarta-feira, dia 22 de novembro, na sede da Secretaria de Educação da cidade com dirigentes da Prefeitura Municipal para tratar de diversos assuntos relacionados à educação do município, com destaque para as reformas das escolas de Pindamonhangaba. Além do presidente da Comissão, Ronaldo Pipas e da vereadora Gislene Cardoso – Gi, participaram do encontro de trabalho, o Secretário de Serviços Públicos, Josué Bondióli Júnior, a Diretora de Administração de Educação e Cultura, Rosimeire de Oliveira Nascimento, a Professora responsável pelo CMEI, Luciana Teixeira; a Gestora Regional Educação Básica, Irene Ribeiro de Aguiar Mello, o responsável da SB Construções, Adriano Siqueira Duarte e os assessores parlamentares, Fabienne Costa Lemes e Durival Júnior.

Na abertura da reunião, o vereador Ronaldo Pipas enfatizou o motivo do encontro: “tratar sobre as reformas que estão sendo realizadas nas escolas municipais”. Segundo ele, é necessária uma ação coordenada para que as escolas municipais ofereçam condições para professores e alunos em suas diversas áreas.

Sobre as reformas, a diretora Rosimeire de Oliveira explicou que “o procedimento de reforma das escolas foi necessário, pois as todas apresentam problemas de manutenção, tais como invasão de morcegos, botijão de gás na cozinha, parte elétrica, pintura do piso descascando, problemas com o teto e estruturais. Rosemeire complementou, ainda, afirmando que “a escolha das primeiras escolas se deu em função da prioridade do problema e que a intenção é realizar a reforma em todas as escolas e creches”. Para a dirigente municipal, “diante de tal situação foi realizada a ata de registro de preço para que serviço fosse realizado, esclarecendo que outros problemas não poderão ser resolvidos imediatamente por serem estruturais e antigos”. Finalizando, ela observou que “os pais foram informados sobre a reforma”.

Por sua vez, o vereador Ronaldo Pipas destacou que “em visita a CMEI Josefina Cembranelli, na última sexta-feira, dia 17 de novembro, averiguou o acúmulo de resíduos de obras na escola, fato que coloca em risco a segurança dos alunos e funcionários”. Em resposta à indagação, o responsável da SB Construções, Adriano Siqueira Duarte salientou que “todo o material será retirado”. Quanto a esse caso específico, a Gestora Regional Educação Básica, Irene Ribeiro de Aguiar Mello, informou que “os funcionários da escola estão tendo vigilância constante para garantir a segurança dos alunos”.


Ronaldo Pipas reforçou sobre a necessidade de zelo com o local que é transitável. Em resposta, o Secretário de Serviços Públicos, Josué Bondioli Júnior esclareceu que a retirada do material estava prevista, contudo até sexta-feira última, a Empresa Pioneira não havia realizado o serviço, mas que já foi dada a ordem de serviço para ser feita o mais rápido possível. Ficou acertado que a retirada de material deve ser realizada em horário diferente ao de entrada e saída escolar para não prejudicar professores e alunos.

Ainda na reunião, ficou decidido que a Diretora Rosimeire de Oliveira enviará à Comissão de Educação da Câmara todo o processo licitatório para as reformas das escolas municipais em “mídia digital”. Outra decisão importante foi que será formada uma equipe entre os representantes da Secretaria de Educação, Comissão de Educação da Câmara, Conselhos Municipais e Gestores para realizar vistorias nas escolas que estão passando por reformas.